Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

iPhil

iPhil

Vodafone - Início do fim?

13.02.14
Projectos e Ideias: Rubim - Incursões

 

Finalmente, tive oportunidade de me deslocar a uma loja, para cancelar o contrato e solicitar o desbloqueio do equipamento. Será o início do fim da minha relação com a Vodafone?

 

Por coincidência, o dia que escolhi para me deslocar à Vodafone, coincidiu com a divulgação dos resultados da Vodafone, que revelam que a Vodafone Portugal perdeu cerca de 500 mil clientes no último ano.

 

De resto, os resultados apresentados não fogem muito da perpepção que eu tinha sobre o que estava a acontecer. A campanha RED estaria muito longe de conseguir recuperar uma empresa, que me parece completamente perdida e que está a ser "comida viva" pela concorrência, com uma preocupante fixação em oferecer um serviço triple play, esquecendo completamente o seu "core business". A prova disso foi a redução de aproxidamente 500 mil clientes. Por outro lado, no último trimestre conseguiram 39 mil novos clientes em triple play. Isoladamente, estes números revelam bem e colocam a nú, o erro estratégico da Vodafone.

 

Outra situação constragedora e isso ficou bem patente durante o período em que estive na loja, foi a completa falta de soluções para um cliente que utiliza sobretudo Internet. Os resultados apresentados pela Vodafone comprovam que os tarifários precisam de ser revistos quando no período entre Outubro e Dezembro, foram contabilizados mais de 3,1 mil milhões de minutos no serviço de voz, 4,28 mil milhões de mensagens e 2,9 mil milhões (em minutos) de dados. E arrisco dizer que os números associados a Internet, seriam muito superiores, se os limites de tráfego já tivessem sido revistos.

 

Ou seja, os resultados demonstram que o acesso à  Internet Móvel começa a ter um peso semelhante aos serviços de Voz e SMS. Contudo, os tarifários não reflectem essa realidade. Tive oportunidade de demonstrar o meu desagrado na loja, em relação a essa situação e o melhor que me apresentaram foram os tarifários RED com fidelização (não estou interessado) e eventualmente uma revisão do meu serviço de Televisão (ou seja, se associasse o serviço de televisão à Vodafone, talvez olhassem com outros olhos para o serviço móvel). Como estou satisfeito com o MEO, jamais pensaria nessa solução.

 

Em suma...não conseguiram apresentar uma proposta viável e aceitável para a minha situação. Tive ainda oportunidade de referir, no que diz respeito aos limites de tráfego, o RED foi um passo atrás e uma perseguição ridícula ao MEO, quando o limite standard passou para os 200MB, quando na altura, os limites mais baixos, cifravam-se ali nos 500/600MB.

 

Em pânico, os comerciais presentes, limitaram-se a questionar se eu tinha a intenção de os abandonar e não tendo qualquer capacidade para apresentar uma contra-proposta interessante. Não sei...responder com um tarifário semelhante ao Smart da Optimus, por 17 euros? Na realidade, eu não tenho qualquer queixa, em relação à qualidade de serviço apresentado durante estes anos todos. O meu problema com a Vodafone teve sempre a ver com os tarifários e a falta de clareza sobre os processos de comercialização do iPhone.

 

Nos próximos dois dias (úteis?), devo ter a confirmação do desbloqueio do iPhone 5, adquirido em 2012 e no dia 22, posso contactar a Vodafone e escolher outro tarifário e deixar de ser cobrado em 32 euros por mês pelo extinto Best Total Plus (225 min/SMS e 1GB).

 

O que se segue? Boa pergunta.

 

Há dias, estive a ajudar a configurar um iPhone 5C da Optimus e fiquei meio assustado com a performance de rede, com o 3G a desligar-se e muito lento (no centro de Lisboa). Como a opção mais evidente seria a Optimus (Smart de 17 euros, com 1GB), fiquei meio desiludido e talvez opte pelo MEO. O problema é que o MEO tem um esquema de tarifários muito parecido com a Vodafone e não sei, até que ponto, me interessa a convergência do M4O e o período de fidelização que lhe está associado, porque é algo que pretendo evitar.

 

Como já terão percebido, o objectivo passa por ter um qualquer tarifário com, pelo menos, 1GB de Internet Móvel e com o menor custo possível. O WTF da Optimus de 1GB, baixou esta semana para 9,90 euros e o Smart da Optimus tem um custo de 17 euros. Por isso, estão a ver a faixa de preços que me interessa.

 

Sabendo que, praticamente, todas as opções são más, qual é a vossa opinião? O que recomendariam?

9 comentários

Comentar post