Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

iPhil

iPhil

To the Future & Beyond

23.01.15
To the Future & Beyond

 

Depois de muito reflectir, decidi dar o passo em frente, no que ao blog diz respeito. É só um blog, é certo, mas não foi uma decisão fácil.

 

Depois de algumas experiências na blogosfera e no podcasting, decidi criar a 1 de Janeiro de 2008, o novo iPhil, uma espécie de persona que transporto até hoje e que foi ficando um pouco menos anónima com o passar dos anos.

 

Apesar da conotação com o branding da Apple, a expressão é lata o suficiente para ser duradoura no tempo, uma vez que poderá significar apenas "Eu Phil".

 

Nos últimos anos, tenho ponderando dar uma nova vida ao blog ou à forma como me apresento digitalmente. Houve uma pequena experiência com o Wordpress, mas a experiência não me convenceu totalmente e a insistência da sempre simpática equipa dos Blogs do Sapo, fez-me regressar. Mas sempre senti que faltava qualquer coisa.

 

Olhava para outras plataformas... especialmente o Squarespace e mais recentemente, o Medium. Infelizmente, o tempo é pouco e os outros projectos que foi tendo ao longo dos anos, eram uma forma de testar outras plataformas, enquanto que o blog, mantinha-se no seu cantinho bem confortável nos Blogs do Sapo.

 

No dias que correm, o meu único projecto pessoal é o blog e a sua extensão nas redes sociais.

 

Olhei para o Medium, mas não é exactamente o que pretendo, uma vez que me parece uma versão com muitos mais caracteres do Twitter, com um UI/UX absolutamente espectacular. Mas não cumpre exactamente os meus objectivos.

 

O Squarespace sempre me deixou curioso. Mas a falta de projectos paralelos e sobretudo o seu preço, fizeram-me desistir do Squarespace.

 

Perante esta impasse... devia ficar nos Blogs do Sapo ou seguir outro caminho completamente diferente?

 

Os Blogs do Sapo, apresentaram um refresh à plataforma, mas o "core" é o mesmo. Quis acreditar que ainda havia uma hipótese. Estão a seguir o caminho certo, mas faltará mais qualquer coisa... eventualmente a adopção de uma nova plataforma será o caminho a seguir... até lá, será um caminho que não farei com Sapo. Eu sei... é só um blog, mas a minha ligação aos Blogs do Sapo é muito anterior a este blog. Foi uma jornada fantástica com... e agora que penso nisso, com aproximadamente 10 anos. É muito tempo. Aconteceu muita coisa.

 

Uma coisa é certa... vão continuar a levar comigo! E pouco ou nada vão ter que fazer desse lado, para que isso aconteça. Mas existem algumas novidades.

 

A primeira novidade foi a escolha da plataforma que se segue no percurso deste blog e que incidiu sobre o Tumblr. Talvez por influência da Rafaela Mota Lemos, que me picou para começar a utilizar o Tumblr ou pelo facto de se tratar de uma startup de Nova Iorque (há poucos meses, vi um post, que não consigo descobrir, fotos absolutamente brutais da sua sede em NYC)... não sei bem. Uma coisa é certa... colocou o Tumblr no meu radar.

 

A outra novidade é o domínio. Quando registei o domínio .com.pt, tentei naturalmente registar primeiro o endereço iphil.pt. O endereço .com é completamente impossível e por isso, virei-me para os domínios nacionais. Afinal, era uma forma de ser um pouco diferente. A esmagadora maioria opta pelos subdomínios dos serviços de blogs e CMSs ou regista um endereço .com. Entretanto, as regras mudaram um pouco e na primeira oportunidade reservei o endereço iphil.pt, mas ficou-se sempre como um endereço de redirect.

 

A partir de hoje, é oficialmente o endereço de topo, ficando o domínio iphil.com.pt, como endereço de redirect. Portanto, iPhil.pt é o endereço que importa registar.

 

E este blog... o que acontecerá? A resposta é fácil... nada! Servirá de arquivo até o Sapo decidir dar-lhe um destino, daqui a muitos anos, claro. Isto, porque neste processo, descobri o primeiro defeito do Tumblr, que é não permitir a importação de posts e conteúdos.

 

Numa situação normal, era suficiente para desistir. Mas este também é um momento para uma espécie de "fresh start". E assim será... começar do zero.

 

Quanto aos feeds, social media e afins? Tudo igual! Nada muda. Aliás... vou aproveitar esta oportunidade para ter o IFTTT como parceiro, na difusão e distribuição dos conteúdos. Dos primeiros testes que fiz, tem imenso potencial para oferecer conteúdos mais interessantes no que diz respeito à partilha nas redes sociais. Até aqui utilizava o dlvr.it.

 

Dito isto... está na hora de partir... vemo-nos por aí.

Sapo Blogs 2014

09.09.14
Sapo Blogs 2014

 

O Sapo vai renovar a plataforma de Blogs. O objetivo é fazer com que o SAPO Blogs continue a ser a plataforma mais fácil de usar para quem quer partilhar as suas ideias e opiniões num blog.


No fundo, a plataforma será a mesma, mas teremos em breve novidades ao nível da área de gestão, que foi repensada de raiz.

 

Apesar do desenvolvimento que foi realizado no último ano, o Sapo pretende receber o input de alguns dos utilizadores da plataforma de blogs, podendo realizar alguns testes de usabilidade ao vivo. Se estão em Lisboa, podem enviar um e-mail para sapoblogs@sapo.pt com o endereço do vosso blog e a vossa disponibilidade para nos fazerem uma visita de 30 minutos (de manhã ou à tarde).

 

Pessoalmente, gostaria de ver a plataforma de Blogs do Sapo seguir o caminho do Medium. Uma plataforma que aposte nas mais recentes novidades web, através de templates responsive, simples e que dedique uma especial atenção aos elementos gráficos de alta resolução, como a renderização de fonts e imagens (com um upload ultra facilitado de imagens e respectiva inserção nos posts).

 

No entanto, tudo isso só fará sentido se a experiência de criar e partilhar um post for completamente revista (quer no browser, quer numa app dedicada). Isto porque, umas das impressões com que fiquei na utilização que fiz do Medium foi precisamente a vontade em escrever e gerar conteúdo relevante e com um look and feel próximo do que é criado pelos principais blogs e sites.

 

Actualmente, todo o processo de criar de um post, que cumpra os requisitos de um conteúdo gerado em 2014, nada tem a ver com o paradigma do que existia há uns anos atrás, quando o Sapo passou de Movable Type para LiveJournal.

 

Sabendo do potencial que existe nas equipas do Sapo, é com expectativa que espero pelas novidades que estão para ser apresentadas.

Tanto para escrever...

01.06.14
Tanto para escrever...

 

Desde que tenho o blog, foi o terceiro mês, em que não consegui publicar um único post. Se calhar está na hora de regressar...

 

Como tem sido longos os dias, logo após a edição deste ano do Codebits e tanto para escrever. Safa-se apenas o que vou partilhando pelas redes sociais.

 

A inauguração do Village Underground Lisboa, a campanha daquela marca que  os Toastmasters, o Chromecast (se tudo correr bem, receberei entre amanhã e terça-feira) e a keynote de amanhã da Apple e as suas recentes aquisições e porque não...até fazer uma avaliação da crise política que atingiu Portugal e que merece alguma reflexão (a abstenção, o jogo político vs vida dos portugueses).

 

Foram assuntos que foram ficando para trás e que teriam merecido vários posts. Veremos o que nos reserva o futuro...este blog merece mais! :)

 

2014

01.01.14
2014


Chegámos a 2014...o que significa que o blog chega ao seu 6º ano de existência. Nos dias que correm, não tendo dado a merecida a atenção ao blog e o mesmo tem acontecido aos projectos mais pessoais e hobbies.

 

Vivemos uma época de profundas mudanças. Como ouvi alguém descrever nos últimos dias, estamos em plena revolução...qual? Não sabemos! A História tratará de resolver essa questão em particular.

 

2014 será melhor? As perspectivas não são as melhores e 2013 não foi um "trailer" muito interessante. A escolha da imagem que ilustra o post não é por acaso...estamos mesmo entregues a uma espécie de jogo de cartas e já sabemos como pode acabar.

 

Certamente, gostaria de dedicar mais tempo a alguns dos meus projectos pessoas, extra-trabalho...e o blog, está com certeza, no centro desse objectivo. Conseguirei cumprir...até tenho medo de prometer.

 

Para já, bem-vindos a 2014.

 

Blogs do SAPO: 10 anos

07.11.13
Blogs do SAPO: 10 anos


A plataforma de Blogs do Sapo celebrou o seu 10º aniversário no passado dia 4 de Novembro e apesar de tardio, aqui fica a minha referência.

 

Criado em 2003, o SAPO quis disponibilizar uma plataforma de Blogs, gratuita, fiável, fácil de usar e com uma equipa em permanente contacto com a comunidade de utilizadores. Confesso que tem sido essa equipa que me tem convencido a permanecer nesta plataforma.

 

Em números, estes 10 anos representam mais de meio milhão de Blogs, mais de 10 milhões de posts que geraram mais de 13 milhões de comentários.


Pessoalmente, foram alguns os projectos, mais ou menos loucos, que tive oportunidade de criar, recorrendo aos Blogs do Sapo. Hoje, fazem parte do museu. Andam por aí...NA cloud (como a Jonas gosta de dizer. Os Parabéns são extensíveis a ela). Hoje em dia, fico-me por este blog e como podem verificar, com uma frequência cada vez mais baixa, uma vez que o tempo é escasso, a inspiração nula e as redes sociais acabam com o que resta.

 

Termino o post com um desafio para o SAPO, para a PT. Sim, 10 anos na web? É uma eternidade. Não é todos os dias que se consegue comemorar tantos anos de actividade. Mas a pergunta ou desafio que deixo é: "Então, qual é o próximo passo? O que vem a seguir?"

 

Não quero meter-me na estratégia que a PT terá para a plataforma de Blogs, mas considerando a forte concorrência das Redes Sociais e a mudança de paradigma da própria web, uma vez que a mesma é cada vez mais pensada para ser acedida através do desktop, do tablet ou do smartphone. Recordo que a plataforma foi lançada em 2003 e renovada em 2006. A web era muito diferente da web que temos hoje. O iPhone nem sequer tinha sido lançado ou apresentado. Os smartphones eram dominados pela BlackBerry e pelos equipamentos Windows Mobile. No entanto, a quota de mercado era irrelevante e a Nokia dominava o mercado de telemóveis. Planos de internet móvel? Era ficção científica.

 

Hoje, é tudo bem diferente (para os operadores, os planos de internet móvel ainda são ficção científica). Também os blogs deviam sofrer um valente upgrade, especialmente quando temos no mercado produtos como o Medium e Squarespace (para além das opções mais óbvias, como o Wordpress e o Blogger).

 

Talvez esta nova vida dos Blogs do Sapo, permitisse ainda outra coisa: App para iOS, Android e Windows Phone.

 

Seria, com certeza, uma forma de potenciar o número de posts gerados através do ambiente mobile. Quantos posts fizeram a partir do vosso smartphone ou tablet. No meu caso, é simples: ZERO. NENHUM. Num mundo cada vez mais dominado por estes dispositivos, seria interessante que a publicação de um post, fosse tão ou mais simples que uma partilha no Twitter ou Facebook, até porque a publicação de um post, permite a partilha nessas redes sociais (e na dúvida, há sempre o IFTTT).

 

Está feito o desafio e cá estaremos para assistir, pelo menos, aos próximo 10 anos de Blogs do Sapo.

iPhil.pt

18.01.13
iPhil.pt

 

No âmbito da "verdadeira" liberalização dos domínios .PT, finalmente tive oportunidade de registar o domínio iPhil.pt.

 

Para já, o domínio de referência vai continuar a ser o endereço iPhil.com.pt e o novo domínio iPhil.pt, terá simplesmente um redirect para o endereço antigo. Mais tarde, com mais tempo, farei todas as alterações necessárias.

 

Apesar dos preços, há finalmente condições para massificar a utilização do domínio .PT.

Tocado pelo Fio de Ariadne

07.01.13
O Fio de Ariadne

 

Confesso que este início de 2013 tem sido particularmente desinteressante...não sei explicar muito bem, ou se calhar até sei e foi preciso esperar pelo dia 4, para ler um texto com o qual me identifico. Descobri-o no blog "O Fio de Ariadne" (que recomendo, naturalmente) e é um retrato muito próximo (com as devidas diferenças, claro e numa perspectiva masculina) do que me vai na alma.

 

E com a devida autorização, aqui está a versão completa desse post:

 

Ficar a conta gotas

 

Pergunto-me vezes sem conta se realmente é só isto a que tenho direito.
Histórias de amor a conta gotas.
Pessoas que aparecem, que eu amo e que depois se vão embora.
Aconteceu vezes demais. antes iam só para casa, agora vão para outros países.
e amanhã é o sábado. o dia que eu mais adorava na semana. e agora é o dia que mais odeio. porque é ao sábado que percebo como estou só. 
Invariavelmente a rotina é a mesma: pequeno almoço na pastelaria ao pé de casa, depois um pequeno passeio até à praia, talvez para escrever ou tirar umas fotos, caso o tempo o permita. Almoço mais tarde e o resto do dia é passado talvez a não fazer nada. O que é certo, é que este cenário parece idílico. mas não é. experimentem fazer isto durante 7 anos seguidos sem nunca ter tido ninguém com quem partilhar nada.pelo menos alguém que fique. mesmo.
Apercebi-me deste padrão agora. porque se tornou demasiado óbvio. as histórias são tão parecidas e os episódios tão similares que qualquer pessoa se interrogaria se não estaria a viver um filme de cinema.
...Ele aparece sempre galante e discreto. eu resisto sempre. nunca acredito. tenho sempre medo. o tempo que ele leva a insistir para que lhe dê atenção, momento esse em que me faço de desentendida, é a medida necessária para eu me apaixonar.
Chego a pensar que me apaixono porque a pessoa me deu atenção e me ouviu. chego a pensar que é só isso mesmo. é a falta de atenção que me ilude e me leva a entregar.
depois ele vai-se afastando, lentamente, cheio de palavras doces...até um dia que se vai embora de vôo marcado.
Já passei por isto vezes demais.
esperei já tempo demais. houve a altura em que pensei: porquê esperar por uma pessoa, se existem tantas no mundo?...depressa descobri que não há assim tantas pessoas no mundo para mim.
Deus disse que iria fazer muitos e bons maridos e iria espalhá-los pelos quatro cantos da terra...e depois fez a terra redonda....
já me cansei de histórias de amor. e quando alguém se cansa de histórias de amor, é a mesma coisa que estar morto. para todos os efeitos então, estou morta. pelo menos assim o quero crer.
Porque afinal o príncipe não vai chegar e dizer  "fica comigo", o príncipe chega e diz "gosto imenso de ti, mas daqui a uma semana vou-me embora, por isso aproveita enquanto podes." Isto é lá alguma coisa que uma mulher queira ouvir?...alguém quer ouvir da boca da pessoa por quem está apaixonada, que a pessoa de quem gosta não faz tenção nenhuma de continuar a gostar dela nem de estar ao lado dela? alguém merece ouvir isto? Eu já não tenho 15 anos e  já tive a minha conta de desastres. Já sou grande e era suposto as coisas agora correrem bem. pois se aos outros correm, porque continuam os desastres a ocorrer na minha vida?...
Bom, como se não fosse o suficiente, ou é isto, ou é lidar com todos os outros animais disfarçados de homens, e homens disfarçados de seres humanos. 
Uma vez, duas vezes, três vezes...pontapé e murro no estômago e canelada nas pernas...tudo assim de repente, tudo de seguida...ainda não me levantei de uma tareia e já estou a levar outra...para no fim de tudo, ficar com feridas para lamber e lágrimas para chorar. só e apenas. 
e, a cada vez, a sensação de que ninguém nunca vai querer ficar.
são despedidas a mais, aeroportos e aviões demais em espaços de tempo muito curtos... tenho muita experiência em coisas dolorosas e sofridas, tenho poucos bons momentos, não tenho perícia na felicidade, sou demasiado proficiente no drama...e isso resulta em vezes demais em que percebi na pele que nunca sou motivo suficiente para alguém mudar os seus planos. que nunca sou suficientemente alguma coisa para alguém me querer a mim e só a mim. vezes por demais que senti o coração ser apertado e triste a dizer que uma vez mais não valeu a pena abrir-se, porque uma vez mais, a porta foi aberta, mas ninguém afinal decidiu entrar. 
É excessivo. faz-me lembrar os drogados que passam a vida em reabilitações e reincidências. sou um caso perdido e sinto-me gozada e sem vontade de dar nada a ninguém. tenho vontade de fechar as portas de vez.

Rita à volta do Mundo

20.11.12
Rita à volta do mundo

 

Nos dias que correm, é complicado ou tornou-se menos importante descobrir novos blogs. Excepcionalmente, surge mais um. Sempre tive um fascínio por viagens e por descobrir novos mundos, mesmo que seja através de outros olhos.

 

Foi o caso do blog da Rita da Nova, o "Rita à volta do Mundo" (e ainda por cima, no Sapo) e o blog receberá novos textos, no âmbito do inter-rail realizado pela Rita entre Outubro e Novembro e que tivemos oportunidade de acampanhar através do Instagram. Considerando os textos já publicados sobre Veneza, Paris, Praga, Budapeste e Sarajevo, então os próximos textos prometem bastante, até pelas emoções que transparecem através das palavras da Rita.

 

Sem dúvida, um blog para acompanhar e subscrever no vosso leitor de feeds.

Novo template

03.11.12
Novo template


Estamos a chegar ao final de 2012 e está na altura de oferecer um novo visual ao blog para 2013.

 

Para esta renovação, foi preciso ter em conta algumas situações, uma vez que está acontecer uma espécie de revolução no que diz respeito aos layouts que devemos apresentar. Por um lado, devemos apresentar um template que seja multi-plataforma, mas que seja igualmente rápido no seu carregamento, não esquecendo as resoluções relativamente altas dos equipamentos mais recentes, com o MacBook Pro com Retina Display, o iPad ou todos os smartphones com ecrãs entre os 4 e as 5 polegadas, que apresentam densidades altas, mas prevenindo que os equipamentos mais antigos ou que tenham resoluções mais baixas, continuam consultar o blog, sem qualquer tipo de problema.

 

Este template, para já, é uma primeira versão e será o ponto de partida para realizar algumas optimizações. Espero que gostem do resultado.