Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

iPhil

iPhil

O Dia do Zé

31.08.14
O Dia do Zé

 

Este último fim de semana de Agosto de 2014 ficou marcado pela realização do “Ultra-Trail du Mont Blanc” em Chamonix, uma prova que acompanhei com especial atenção.


O Ultra Trail du Mont Blanc é uma prova com cerca de 166km, com desnível positivo de 9600m, com postos de abastecimento espalhados pelo percurso, onde os atletas têm oportunidade para mudar de equipamento, alimentar e fazer alguma recuperação física. O percurso atinge várias vezes os 2500m de altitude, num percurso que passa por três países (Suiça, França e Itália).


José Guimarães | Carlos Sá


A prova contou com a participação do já conhecido Carlos Sá, que ficou em 8º lugar e do Nuno Mendes da Silva, que ficou em 12º. Mas a comitiva portuguesa era composta ainda pelo José Guimarães.

 

E é a história do Zé que eu pretendo destacar.

 

Quis o destino que o Zé encontrasse na corrida e no exercício uma forma de se encontrar.

 

Após alguns anos a viver em pleno sedentarismo, uma partida do destino lançou o Zé para o mundo do desemprego e para uma situação com demasiado tempo em mãos, sem qualquer tipo de orientação.

 

O Zé não baixou os braços. Decidiu mudar de estilo de vida. Entre outras práticas saudáveis adoptou o exercício físico regular como parte do seu dia-a-dia e, apesar da corrida ser, na altura, um desporto desconhecido para o Zé, ele deu o benefício da dúvida e experimentou. Assim começou uma paixão.

 

Com os treinos descomprometidos, surgem os primeiros objectivos ou melhor, o primeiro grande objectivo:

 

Ser capaz de correr uma maratona ainda em 2011!


Maratona de Munique 2014

 

E assim aconteceu… em Outubro de 2011, o Zé completou a Maratona de Munique. Estava atingido o primeiro grande objectivo.

 

Como o Zé achava que esta experiência de vida, merecia ser partilhada, criou o “De Sedentário a Maratonista” (que depressa cresceu para o Facebook e Twitter). Felizmente, foi um projecto que vi nascer de perto e é com orgulho que vejo o caminho que o projecto percorreu até hoje… materializado no maior objectivo que o Zé estabeleceu há 2 anos (se não estou em erro): ser capaz de correr e completar o Ultra-Trail du Mont Blanc.

 

José Guimarães antes da partida para o UTMB 2014



No dia 31 de Agosto de 2014, com o dorsal nº 2528, o Zé completou o seu objectivo em 41h:43m:13s na posição nº 858, conseguindo a proeza de entrar no Top 900, mas o mais importante foi mesmo o facto do Zé ter conseguido cumprir o seu sonho, o seu objectivo, terminando a prova.

 

 

UTMB 2014

 


Eu sabia que ele perseguia este sonho e desde 6ª feira que me agarrei ao Live Trail, para acompanhar o dorsal nº2528 do Zé.

 

Assim que me apercebi que a prova se realizava este fim de semana, comecei a estar um pouco mais atento à realização do UTMB. Por isso, com algum entusiasmo, comecei a seguir pelo Live Trail, a prova do Zé, logo na partida e ao longo da prova, através do Live Trail, Facebook e do Twitter.

 

São imensas as histórias que nos inspiram, mas poder ter uma histórias destas, de forma tão próxima (apesar das nossas vidas se terem afastado um pouco), não posso deixar de ficar emocionado e inspirado pela história do Zé e de que forma vou poder dizer a outras pessoas:

 

“Estão a ver? Este é o Zé. Esta é a sua história.”

 


José Guimarães após ter terminado o UTMB 2014 | Foto: Luis Marôco

 


A história do Zé é muito mais do que isto…há um percurso, um caminho, feito de altos e baixos, com mais ou menos dificuldades. E a vida é como o Mont Blanc…com força, inspiração, sacríficio, empenho, cumprimos o nosso objectivo.

 

 

 

Post publicado em simultâneo no Medium 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.