Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

iPhil

iPhil

HD e o 16:9

06.03.14
HD e o 16:9

 

Continua a ser um mistério para mim, a total ausência de um plano de transição das televisões nacionais para o formato panorâmico 16:9 e HD. Finalmente, uma figura relevante como José Alberto Carvalho, falou sobre a questão e foi crítico.

 

Através do site atelevisao.com, tomei conhecimento que José Alberto Carvalho, numa conferência, terá sido crítico pelo facto das televisões nacionais, especialmente a TVI e a SIC, não apresentarem qualquer plano de migração do formato 4:3 para o 16:9 e considerou que isso é um problema.

 

Finalmente, alguém com uma posição importante no meio, reconhece que isso é um problema. Como é possível, num país que tem o hábito de adoptar rapidamente novos formatos e tecnologias, as televisões não conseguem reconhecer essa característica e adoptar finalmente o 16:9 e o HD (bem sei, que a questão no TDT é mais complexa). No entanto, novos projectos que iniciam as transmissões exclusivamente nos serviços de subscrição de televisão, apresentam a versão Standard em 16:9 e a respectiva versão em HD. O mesmo critério ainda não foi assumido pelas televisões nacionais, um caso raro na Europa. Só a Roménia se aproxima da situação portuguesa.

 

Mesmo a RTP, que já transmite em 16:9 e HD, não o consegue fazer com toda a programação. Sei que é um investimento elevado...mas a licença para operar em Portugal, não implica funcionar como serviço público? E fornecer o serviço em 16:9 e HD não devia ser um requisito para operar em Portugal?