Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

iPhil

iPhil

Gravity

19.01.14
Gravity

 

Finalmente tive oportunidade de ver o "Gravity", um dos filmes de 2013. Os mais conservadores dirão que é um filme fraco, que não tem nada de especial, para além dos efeitos...mas eu acho que é muito mais do que isso.

 

Para quem é um entusiasta do Espaço e das missões espaciais, como eu, o filme é mais do que um filme...é uma experiência, porque "Gravity" será eventualmente o primeiro filme a replicar "quase" na perfeição, a sensação de um "passeio espacial", neste caso, onde tudo corre mal e o personagem principal vê-se obrigado, face às circunstâncias, a reflectir sobre a vida...sobre o passado e qual é a sua "missão" no presente e no futuro. Lutar para sobreviver? Porquê? Porque razão?

 

Esse é o lado mais filosófico do filme...que acaba por oferecer uma visita guiada, relativamente rigorosa, em termos científicos, pelo Hubble, pela Estação Espacial Internacional e ainda temos uma previsão do que seria a futura Estação Espacial Chinesa integrada no programa Tiangong. Para quem cresceu a ver o Space Shuttle a partir regularmente para a órbitra terrestre, soube muito bem ver o vaivém revisitado através do vaivém "Explorer" (que na realidade, não passa de uma réplica que está em exposição e agora se chama Independence).

 

Enquanto assistia ao filme, comecei rapidamente a visualizar o mesmo em IMAX e por causa da temporada de entrega de prémios, o "Gravity" está novamente em exibição no IMAX Colombo e achei que seria uma boa oportunidade para rever o filme, mas também confirmar o que o "Gravity" é realmente mais do que um filme...é uma experiência cinematográfica. O filme estará em exibição até 22 de Janeiro. Infelizmente, temo que não terei oportunidade de passar por lá, para o confirmar.

 

Claro que não podia faltar o trailer oficial...

 


Link do Vídeo

 

E um extra... que não me parece que seja um spoiler...a dada altura, a astronauta Ryan Stone (Sandra Bullock) intercepta uma comunicação rádio com a Terra...no filme, assistimos ao diálogo do ponto de vista da astronauta...mas há uma curta que mostra Aningaaq, a pessoa que fala com Ryan.

 


Link do Vídeo

 

E há muito mais para descobrir...o que é real e não é real...cientificamente falando...e se há alguma coisa para além daquele final...mas isso deixo à vossa consideração...depois de verem o filme e pesquisarem um pouco na web.