Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

iPhil

iPhil

Toro Russo

22.10.13
Toro Russo


Chegamos à altura das grandes decisões da Formula 1. Não só do campeonato de 2013, mas também as decisões relativas aos pilotos para a temporada de 2014, que terá algumas novidades em termos regras e motores.

 

Em virtude do percurso de sucesso que o piloto português António Félix da Costa tem realizado na Red Bull Junior Team, era expectável que o jovem piloto português fosse o escolhido para ocupar um dos lugares da 2ª equipa de F1 da Red Bull, a Toro Rosso. De resto, a Red Bull tem realizado um bom trabalho no que diz respeito à evolução dos seus pilotos, recorrendo à Toro Rosso, como equipa de formação dentro da própria F1.

 

No entanto, nos últimos meses, o tom na Red Bull mudou um pouco, talvez um pouco por culpa do sucesso obtido, especialmente por causa de Seb. Vettel. Agora, no momento de escolher um piloto para a Toro Rosso, claramente a 2ª equipa da Red Bull não conseguiu resistir ao peso dos Rublos russos, ao escolher o jovem piloto de 19 anos, Daniil Kvyat, que tem participado com sucesso no GP3, mas terá rodado apenas cerca de 20 voltas num F1 durante o Verão em Silverstone.

 

Um percurso completamente diferente de António Félix da Costa. Tem milhares de kms realizados nos testes do Red Bull F1, tem imenso talento, tem pilotado na Formula 3.5 da Renault, num carro pouco competitivo, onde conseguiu excelentes resultados (o oposto do seu companheiro de equipa) e participa regularmente em eventos especiais onde o Red Bull F1 marca presença. Portanto, se há piloto que vestiu realmente a camisola e tem dado tudo pela Red Bull é o António Félix da Costa, que agora é compensado...desta forma.

 

Recordo que ele entrou na Formula 3.5 a meio da temporada de 2012 e conseguiu surpreender tudo e todos. A época de 2013 não correu tão bem, repito, muito por culpa da equipa onde está integrado. De qualquer forma, o último fim de semana em Barcelona não correu bem, mas ainda deu para o Félix da Costa fazer isto...

 

 

Considerando a forma (pouco) gratuita como a Red Bull se vendeu, espero sinceramente que o nome da equipa para o ano se chame Toro Russo e se apresente graficamente da forma como ilustra a imagem do post (tom claramente irónico, naturalmente).

 

E já agora...aproveito este post para publicar um dos meus momentos favoritos do Top Gear, quando eles decidiram realizar um tributo às "máquinas" construídas no Reino Unido, onde não podiam faltar os F1, entre eles, o Red Bull, conduzido pelo Félix da Costa, que teve oportunidade de participar em alguns eventos ao vivo do Top Gear.

 

13 comentários

Comentar post