Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

iPhil

iPhil

Tarifários Móveis

13.08.13
Tarifários Móveis

 

Ainda no rescaldo do post sobre os limites de tráfego praticados pelos operadores móveis, resolvi compilar a informação relativa aos tarifários que são praticados actualmente pelos operadores móveis nacionais, para ter uma visão mais alargada sobre a forma como os utilizadores são prejudicados e a entidade reguladora, nada faz.

 

Decidi então, criar uma única tabela com todos os tarifários pós-pagos da TMN, Vodafone e da Optimus e que se apresenta desta forma:

 

Tabela Resumo Tarifários Móveis

 

Como podem verificar, é possível tirar algumas conclusões. A saber...

 

- A Optimus tentou não seguir a concorrência e apresentar outras soluções. Tem uma oferta interessante nos tarifários mais baratos, mas não consegue competir nos tarifários mais altos. Por um lado, não oferece Internet abaixo de 1GB de tráfego, mas também não tem qualquer oferta base acima de 1GB. Compensa com a oferta 4G, compatível com todos os tarifários Smart, oferecendo 3GB por mais €10 por mês.

 

- É evidente a cópia descarada que a Vodafone fez dos seus tarifários Base e RED dos tarifários Unlimited da TMN, comprovando que ADN da Vodafone nos últimos anos, é simplesmente copiar a concorrência. No entanto, falhou num pormenor...

 

- A oferta mais equilibrada na ordem dos 30 euros, pertence à TMN com o tarifário Unlimited M, curiosamente o único tarifário que não foi copiado pela Vodafone, o que não deixa de ser estranho porque o tarifário que disponho actualmente da Vodafone, aproxima-se muito desta oferta.

 

- Existe apenas um único tarifário que é partilhado por todos os operadores, que oferece Chamadas e SMS ilimitadas (este conceito precisa de ser revisto, porque na realidade não são ilimitadas) e 1GB de tráfego por €39,90. Aparentemente, esta é a oferta standard dos tarifários pós-pagos de todos os operadores.

 

- Continua a não existir uma oferta de Voz - SMS - Net móvel pensado para os utilizadores com uma baixa utilização de Voz e SMS e com utilização intensa de Internet. Bem sei, que o conceito de "utilização intensa" para os operadores é um pouco desviado, mas eu refiro a navegação acima dos 5GB. Muitos dirão..."Não...ninguém consome essa quantidade de GB." Meus amigos...desliguem o Wifi e mantenham o nível de utilização e depois falamos. Para além disso...muitas das mensagens que envio, é através do iMessage ou WhatsApp.

 

- E por falar em dados e internet...é impossível compreender a opção dos operadores em oferecerem apenas opções de 200MB, 1GB e 5GB (sim sim, cobrança de tráfego adicional...eu sei). Nenhum deles optou por oferecer o chamado "Tráfego Ilimitado" com os limites de 15GB. Já o referi anteriormente que via com bons olhos que os limites fossem revistos, a começar no 1GB, com uma opção intermédia de 2GB ou 5GB e uma opção de topo com 15GB.

 

 

Dito isto, já iniciei a pesquisa para tentar compreender de que forma posso cancelar o contrato com a Vodafone que está a decorrer até ao próximo ano e como posso desbloquear o iPhone.

 

Neste momento, se quiser cancelar o contrato, terei que pagar uma multa pelo cancelamento de €143,59. Em relação ao desbloqueio, vou esperar mais algum tempo, para entrar no intervalo entre o 13º mês até ao término do contrato, para ser considerada a seguinte fórmula: (PVP Bloqueado x 1,25 x 0,5) – Preço pago.


No meu caso, a fórmula é "(€679,90 x 1,25 x 0,5) - €424,90", que resulta no seguinte valor: 0,0375. Devo confessar que desconheço se esta forma de cálculo está de acordo com a normativo da ANACOM. Ainda assim, segundo as condições da Vodafone, terei que pagar €10. Oportunamente, tentarei confirmar esta informação.


Correcção: Após algumas pesquisas e contactos, cheguei à conclusão que os operadores aumentam em média, cerca de 25% do valor PVP desbloqueado dos equipamentos (tabela do valor dos equipamentos da Vodafone), o que afecta o valor de desbloqueio. Ou seja, no caso do iPhone 5, a Vodafone em vez de considerar o valor de 699€, a Vodafone (e pelo menos, a TMN) consideram que o mesmo equipamento desbloqueado custa 862,37€. A realidade é que após a entrada em vigor da nova lei, em Agosto de 2010, os operadores tentaram arranjar um mecanismo que compensasse as potenciais perdas, para quem quisesse desbloquear os equipamentos, antes do término do período de fidelização. A solução foi aumentar o preço do PVP desbloqueado. Um mecanismo perfeitamente enquadrado na Lei e que, mais uma vez, visa prejudicar os utilizadores. A mensagem aqui parece-me claramente. Devemos ao máximo (dentro do que for financeiramente possível, claro), evitar aceitar períodos de fidelização e adquirir equipamentos através dos operadores.


Considerando a frustração acumulada com a Vodafone, fica a pergunta...quem se segue?

 

Para algo mais Low End, optaria pela Optimus. No entanto, estou curioso para ver o que vai acontecer com a fusão com a ZON. Será algo para ver mais tarde.

 

Sobra a TMN e neste caso, devo referir que já sou utilizador de serviços como o Meo Go! e Musicbox, que disponho gratuitamente, por causa do MEO e da Banda Larga Móvel. Por isso, é provável que regresse à TMN e através do Unlimited M, caso não haja muitas alterações de tarifários.

 

Mas é impossível não me sentir frustrado pelas opções que os operadores móveis, simplesmente não apresentam. Temos equipamentos fantásticos, dos quais não podemos tirar partido, seja por causa do tráfego limitado, seja por causa da bateria (esta questão fica para outro post).

18 comentários

Comentar post